Animal Saúde Social

Pets X Tempo seco: como resolver?

Assim como sofremos com o tempo seco, nossos pets também sentem o impacto da falta de umidade em seu organismo. Podem surgir problemas alérgicos, respiratórios e articulares que, se não tratados podem causar sérios problemas à saúde do seu pet, já que eles são mais sensíveis às mudanças do clima.

Alguns dos problemas são:

  • Traqueobronquite infecciosa: a popular “Gripe Canina” ou “Tosse dos Canis” é uma infecção respiratória do cão que pode resultar em letargia, perda de apetite e muita tosse, podendo ser confundida com engasgos, e em alguns casos acompanhada de vômitos e sangue. Se não tratadas, podem ocorrer complicações graves e até levar a morte do animal.
  • Penumonia: Assim como para os humanos, a pneumonia representa um grande perigo para os pets. Muitas vezes é resultante da complicação de um quadro de “Gripe Canina”.
  • Osteoartrite canina: quadro de enfermidade nas articulações que traz dificuldade de locomoção e dor ao animal, podendo agravar até o ponto de impedi-lo de andar.
  • Doença Degenerativa Articular: um dos problemas articulares mais graves para os equinos. Resulta em muita dor, dificuldade para locomoção e se agrava de maneira acelerada. Um diagnóstico precoce, em conjunto com tratamento medicamentoso e fisioterapia são essenciais.
  • Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica – é uma doença crônica que acomete os equinos estabulados que apresentam sensibilidade alérgica, provocando tosse seca e intensa, prejudicando muitas vezes sua performance atlética. Este processo alérgico se intensifica com o clima seco do outono, por isso é muito importante o manejo do ambiente e o uso de medicamentos específicos para garantir o bem-estar e conforto respiratório.
  • Conjuntivite: em decorrência do clima seco, a conjuntivite possui maiores chances de desenvolvimento. É necessária atenção, pois o problema pode desencadear ferimentos, como úlcera de córneas, proveniente das lesões com as unhas no momento em que o cão tenta coçar.

Algumas raças de cães, sofrem ainda mais com a falta de umidade. Isto acontece devido as características físicas e genéticas que propiciam o desenvolvimento de doenças típicas da época. É necessário um cuidado redobrado e ainda mais atenção às especificidades que o clima seco demanda.

Algumas mudanças no ambiente e na rotina do animal, podem prevenir enfermidades advindas do tempo seco:

• Água em dia – Dias mais secos obrigam uma boa hidratação com água em temperatura ambiente.

• Diminua a frequência dos banhos – O processo de secagem dos pelos pode trazer problemas típicos da época. A opção de banho a seco com produtos específicos é uma boa alternativa.

 Vacinação em dia – Verificar a carteira de vacinas do seu pet é essencial.

• Suplementação – Investir em suplementação para o seu pet fortalece o sistema imunológico e auxilia na melhora de problemas articulares.

• Sono confortável – Um espaço quente e aconchegante é ideal para garantir horas confortáveis e seguras para o seu companheiro.

• Limpeza do ambiente – É importante manter o local limpo e arejado, utilizando produtos adequados para evitar irritação respiratória e reações alérgicas.

Os pets fazem parte da família e precisam de carinho e cuidados assim como nós, não deixe de vacina-los e leva-los sempre que possível ao seu veterinário de preferência.

 

Informações: Drogavet, Estimação.com